Bolsonaro é esfaqueado em Juiz de Fora e se recupera após cirurgia

São Paulo – Jair Bolsonaro, candidato à presidência pelo PSL, foi atingido por uma facada enquanto fazia campanha em Juiz de Fora nesta quinta-feira (06).

O candidato chegou em estado de choque e com uma hemorragia forte na Santa Casa de Misericórdia da cidade.

A hemorragia foi contida e ele foi operado na Santa Casa de Misericórdia da cidade e está em uma situação de recuperação “satisfatória”, segundo informações dadas pelos médicos em coletiva por volta das 21 horas

Luís Henrique Borsato, da equipe de cirurgia geral, disse que houve uma lesão única, mas profunda, e que causou três perfurações no intestino delgado, tratadas com pontos.

Também houve uma lesão grave e extensa no intestino grosso, que não foi tratada com pontos e sim com uma colostomia, uma bolsa para onde o trânsito intestinal é desviado temporariamente.

O quadro foi classificado como “naturalmente grave”, mas estável na recuperação do pós-operatório. O candidato deve ficar hospitalizado de uma semana a dez dias, no mínimo.

O momento do ataque pode ser visto em um tuíte divulgado pelo apresentador Milton Neves:

Milton Neves

@Miltonneves

Meu Deus, atacaram o candidato Bolsonaro em Juiz de Fora com o que parece ser uma faca. Que nível é esse que esse país chegou?

De acordo com o Cabo Albuquerque, da assessoria de comunicação da 4a região da Polícia Militar, o autor do ato foi preso em flagrante. Ele foi identificado pela polícia como Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos.
O momento em que o candidato é retirado pode ser visto de outro ângulo em vídeo divulgado pelo jornalista George Marques:

George Marques 🇧🇷

@GeorgMarques

Urgente: Bolsonaro levou uma facada em ato de campanha na cidade de Juiz de Fora (MG). Perfuração atingiu o abdômen. Presidenciável foi levado para Santa Casa de Juiz de Fora para receber atendimento

De acordo com o Estadão Conteúdo, as horas antes do ataque foram marcadas por tumultos, tensão e bate-boca.

O presidenciável visitou o hospital filantrópico da Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer (ASCOMCER) e também participou de um almoço em um hotel na cidade.

Pacientes idosos em tratamento contra a doença tiveram dificuldade para entrar no hospital, devido a um cordão de isolamento feito por integrantes de um movimento conservador da cidade. Vestidos de preto, eles se diziam policiais e afirmavam fazer “segurança voluntária” do candidato.

Os outros candidatos às eleições se manifestaram sobre o ocorrido nas redes sociais:

João Amoêdo 30

@joaoamoedonovo

Que o agressor sofra as devidas punições. Meus votos de melhoras para o candidato.

Guilherme Boulos 50

@GuilhermeBoulos

Henrique Meirelles

@meirelles

O candidato a vice-presidente pelo PT, Fernando Haddad, que deve substituir Lula, classificou como “lastimável” o ataque:

“A pessoa tem lá suas idiossincrasias, seu temperamento, mas nós democratas precisamos garantir um processo pacífico, reforçar os valores democráticos. Não se pode entrar em provocação de jeito nenhum, sob nenhum pretexto. Deus me livre, que horror isso”, disse Haddad em entrevista ao site Congresso em Foco e ao canal My News.

Fonte:Exame
Facebook Twitter Google+ linkedin email More
Copyright © GUIA WEST - Sistema de Guia Comercial