Nova prisão de Joesley pega JBS de surpresa em meio a recuperação

São Paulo – A prisão do controlador é uma notícia ruim para qualquer empresa, mas a nova detenção de Joesley Batista é um balde de água fria para a fabricante de alimentos JBS. Joesley foi preso na manhã desta sexta-feira sob suspeita de participar de um esquema de propinas no Ministério da Agricultura.

A prisão acontece no momento em que a empresa começava a se recuperar dos escândalos envolvendo Joesley e seu irmão Wesley Batista e pode esfriar os ânimos do mercado com a companhia. A notícia foi recebida com surpresa na companhia, segundo EXAME apurou. Isso porque a investigação envolvendo o suposto esquema no Ministério da Agricultura não é nova e Joesley e outros executivos já haviam prestado depoimento sobre o tema.

“O que provavelmente acontece agora é uma queda na confiança na empresa. Havia um otimismo em relação à JBS, com boas notícias no mercado externo, as ações subiram. A prisão pode se refletir em algum tipo de prejuízo”, afirma Álvaro Frasson analista e economista da corretora Spinelli.

A JBS vinha apresentando algumas boas novidades para o mercado e ensaiava virar a página. Nesta semana, a companhia anunciou um acordo bilionário com o Alibaba para exportação de carne para a China. O acordo pode render R$ 1,5 bilhão em três anos e fez as ações da companhia subirem na bolsa.

Facebook Twitter Google+ linkedin email More
Copyright © GUIA WEST - Sistema de Guia Comercial