Tribunal da ONU pede que EUA paralisem parte das sanções contra o Irã

A Corte Internacional de Justiça (CIJ) concedeu hoje (3) razão parcial ao Irã e ordenou que os Estados Unidos paralisem parte das sanções contra Teerã, restabelecidas por Washington quando decidiu se retirar do acordo nuclear multilateral assinado em 2015.

Irã baseou sua denúncia no Tratado de Amizade, Relações Econômicas e Direitas Consulares assinado com os EUA em 1955, quando os dois países ainda mantinham boas relações.

A CIJ concluiu, por unanimidade, que “a aquisição de equipamentos médicos, remédios e bens relacionados com a segurança da população civil” por parte do Irã é um direito que poderia ser coberto por esse tratado, disse o juiz presidente do tribunal, Abdulqawi Ahmed Yusuf.

Sanções

Em agosto, o governo do presidente Donald Trump definiu sanções unilaterais ao Irã, após romper o acordo firmado por seu antecessor, Barack Obama.

Pelas sanções, o Irã está proibido de comprar dólares e metais preciosos, levando o país a ser alijado do sistema financeiro internacional. As importações de tapetes e alimentos produzidos no Irã também estão proibidas, assim como os negócios com aço, carvão e alumínio foram suspensos.

Fonte:Exame

Facebook Twitter Google+ linkedin email More
Copyright © GUIA WEST - Sistema de Guia Comercial